sábado, 19 de setembro de 2009

Textos eróticos

Muitos blogs escrevem suas mazelas diárias com intuito de interagir com as pessoas, eu no entanto fiz o blog para divulgar aquilo que não escrevo no meu site, até porque meu objetivo no blog é enriquecer com imagens os textos que eu posto. Diferente do comum, hoje quero fazer este post para todas e TODOS. Já que tenho como ìcone o "falando sobre sexo".
Tenho textos eróticos publicados no recanto das letras e quero de maneira geral explicar que  não faço nada baseado em fatos reais. As pessoas que não entendem a arte de escrever, acham que todos usufruem deste gênero para fazer relatos pessoais. Mas diferente disso, eu me inspiro muito na vida dos outros e até hoje estou para fazer um texto que minha prima pediu baseado nas histórias dela. (como ela vai ler isso, me cobraaaa!)

FALANDO SOBRE MEUS TEXTOS ERÓTICOS: (para ler clique no título que o texto já está direcionado)


Dois dos textos são poesias rimadas que fala sobre o Duplo sentido e Duplo sentido 2. A forma mais legal de lidar com as situações na minha opinião. Insinuando coisas que para a outra pessoa podem ser interpretadas de várias formas e das piores possíveis, claro! haha

Teoria do sexo sem culpa o primeiro conto erótico que escrevi é o melhor dos contos na minha opinião. Como eu tinha lido dois textos fantásticos chamados "O monólogo do mendigo seduzido" e "A freira da favela". Concluí que humor e sexo combinariam bem para descrever as situações. E a inspiração me levou a escrever este texto assim citado.

Meus amigos e amigas gostaram bastante do conto acima e na época eu estava conversando muito com a Samanta, uma pirralha safada jaioAJOIajoiAJOiajoi (ela vai ler isso) que gosto muito de trocar idéias. Ela estava numa época meio vegetariana e a gente sempre falou muita besteira, então como os homens adoram contos lésbicos eu escrevi Samanta. Minha amiga ficou louca com o nome, principalmente porque eu havia posto por causa dela. Obs: A história é altamente fantasiosa e não condiz com nenhuma realidade.

Tem quem coma e se esconda eu escrevi baseado nas mulheres que ficam com um cara durante uma noite, acham tudo altamente maravilhoso e depois descobrem que ele foi embora. Como eu tinha ido numa balada recentemente, vi que muitos casais ali, garantiram uma intimidade de horas e aquilo não podia ser normal. Bom, eu sou a favor de fazer amor e não sexo. Por isso desenvolvi algo que em nenhum momento fala de amor, e sim de ilusão de ótica.. hauiHAUIhaiu Leiam e vão entender.

Não precisa pegar a camisinha é um conto inicialmente homofófico de uma pessoa que não aceita a sexualidade e age sempre com agressividade quando se trata dos seus íntimos pensamentos. Eu não gosto muito do conto porque é fantasioso demaisss, mas não deixei d epublicar porque tem gosto pra tudo!

Tenso, erótico e eficaz escrevi baseado num casal do meu cursinho que terminou e voltou no dia seguinte. Visei o local, os interesses pessoais e me diverti mostrando pra todo mundo ao redor a viagem psicodélica do meu texto. Até porque tudo ali poderia ser feito se fossemos pensar em "fantasia sexual".





E vocês homens e mulheres, o que tem a dizer? ;D






2 comentários:

  1. Oi lindona!!
    Td jóia?
    Tem selinhos para vc lá no blog.
    Bjos.

    ResponderExcluir
  2. Flor eu adoro ler contos eróticos acho super natural e muito diferente do que muita gente pensa nem sempre eles são sinônimo de pornografia que é algo totalmente diferente né? rss

    vc é que é fofa rss

    bjos flor e boa semana que começa tá?

    xerim

    ResponderExcluir

Obrigada pelos comentários!